• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

#Discussão&Debate BONDE DO VELHO SÁBIO - NOTÍCIAS E DISCUSSÕES SOBRE A CHINA AQUI

ExtraNoob

Guru
Entrou
16/10/18
Posts
7.154
Reactions
4.446
Duro golpe, o Brasil é mais comunista que a China. Lá a saúde pública só cobre o básico, pegou câncer ou paga ou morre.
eles passaram pelo socialismo/comunismo, ou seja, todos os mais fracos foram eliminados pela fome e pela bestialização humana.

sobraram só os mais fortes, então não precisam de um sistema de saúde amplo.

comem rato e comida à base de esgoto e continuam fortes.
 

Velho Sábio

Grão-Guru
Entrou
16/10/18
Posts
10.000
Reactions
2.732
eles passaram pelo socialismo/comunismo, ou seja, todos os mais fracos foram eliminados pela fome e pela bestialização humana.

sobraram só os mais fortes, então não precisam de um sistema de saúde amplo.

comem rato e comida à base de esgoto e continuam fortes.
Rapaz, vou te contar uma coisa que eu ainda não contei pra ninguém na internet, vamos lá:

Em novembro passado viajei pra China e fiquei pouco mais de um mês. E usei bastante os meios de transporte e a internet.

Os aplicativos de Internet e as infra-estruturas de transporte da China são imbatíveis. Eu viajei por várias cidades chinesas em diferentes províncias, por toda a viagem, nunca precisei reservar hotéis, aviões, trilhos de alta velocidade, maglevs, ingressos para parques temáticos com dias de antecedência. Tudo que eu precisei foi de um smartphone com um plano de dados e alguns aplicativos.

Você pode fazer praticamente tudo no telefone em todos os lugares ( no metrô, nos trens-bala, no estacionamento subterrâneo, nos maglevs , etc ).

Eu geralmente reservava meu hotel apenas uma hora antes de chegar a próxima cidade no trem bala, através de um aplicativo chinês chamado ctrip. Também usei o mesmo aplicativo para reservar voos domésticos e bilhetes de trem, por vezes, depois de eu chegar ao aeroporto ou à estação de trem.

Tudo é feito tão rapidamente, tão convenientemente e tão eficientemente na China, que oferece flexibilidade máxima aos viajantes. Tanto assim, que a minha esposinha ( que ficou na outra China \ Taiwan ) não poderia rastrear onde eu estava - a menos que eu a chamasse - porque eu continuei mudando minha agenda de viagens e destinos a esmo :icon-lol:

O plano de dados é muito barato e muito rápido ( tudo que você precisa é pagar 95 maos por mês para ter acesso ilimitado em qualquer província, com cobertura nacional de ?% ).
 

Hayek

Grão-Mestre
Entrou
20/10/18
Posts
1.093
Reactions
682
Bonde bom, na faculdade tinha um exercício só sobre a China e só consegui pensar nesse belo user
 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
Apresentadoras chinesa e norte-americana debatem atritos comerciais
Published: 2019-05-30 11:03:56
Comment
Share
A apresentadora do China Global Television Network (CGTN), Liu Xin, e a apresentadora do Fox Business Network dos Estados Unidos, Trish Regan, fizeram hoje (30) um debate televisivo sobre os atritos comerciais entre os dois países.
Apresentadoras chinesa e norte-americana debatem atritos comerciais

No início, Liu Xin agradeceu Trish por oportunizar um diálogo direto que nunca imaginou que iria ter. No entanto, esta frase de 30 segundos foi interrompida pelo menos três vezes pela apresentadora norte-americana.
Trish perguntou a Liu Xin suas opiniões sobre as negociações comerciais sino-norte-americanas. A apresentadora respondeu que não sabia as informações de bastidores, mas ela acha que a posição do governo chinês já é bem clara.
Sobre o desenvolvimento da China, Liu Xin disse que a China deverá crescer e o país quer ser mais forte.
No fim da conversa, Liu Xin convidou Trish para visitar a China.










Guerra das palavras: Trish Regan, apresentadora da FOX, acusa Liu Xin de ser membro do Partido Comunista, enquanto sua rival culpa os EUA pela escalada da guerra comercial em um debate "sem precedentes" na TV

Por TRACY VOCÊ PARA MAILONLINE

341
Ver comentários


Um apresentador da Fox e um âncora do Estado chinês se enfrentaram em um raro debate televisivo sobre a guerra comercial, enquanto Washington e Pequim se chocam em um impasse político.
Trish Regan, que hospeda um programa no horário nobre da Fox Business, enfrentou ontem Liu Xin, um jornalista de língua inglesa da CGTN.
Palavras aquecidas foram trocadas pelos dois noticiosos apresentadores no mesmo dia em que Pequim usou uma mensagem codificada para a guerra para sugerir que deixaria de exportar minerais de terras raras para os EUA - um movimento que aumentou ainda mais as tensões.

Trish Regan, da Fox Business (à esquerda) e Liu Xin, da CGTN (à direita), se enfrentaram em um debate na TV sobre a atual guerra comercial.  Ambas as partes marcaram a sessão ao vivo como sem precedentes



Trish Regan, da Fox Business (à esquerda) e Liu Xin, da CGTN (à direita), se enfrentaram em um debate na TV sobre a atual guerra comercial. Ambas as partes marcaram a sessão ao vivo como "sem precedentes"


Regan, de 46 anos, desafiou Liu, 43, para o debate depois que Liu rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar.

A sra. Liu organiza um programa noturno de opinião, chamado "The Point of Liu Xin", na CGTN, que faz parte da emissora estatal de televisão chinesa CCTV.
Ambas as partes classificaram a sessão ao vivo, produzida pela Fox, como "sem precedentes", já que era incomum que as âncoras chinesas da mídia estatal entrassem em choque com suas contrapartes ocidentais de uma maneira de alto nível.
Antes do show, Liu disse que queria deixar o povo americano ouvir o outro lado da discussão.
Seu debate de 16 minutos de duração começou com tensões elevadas, enquanto Ms Regan acusou seu rival de ser um membro do Partido Comunista da China, e, portanto, suas opiniões podem ser influenciadas pelos principais líderes em Pequim.


A Sra. Regan (foto em 2012) desafiou a Sra. Liu para o debate depois que sua contraparte rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar.  Seu debate foi transmitido pela Fox ontem


A Sra. Regan (foto em 2012) desafiou a Sra. Liu para o debate depois que sua contraparte rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar. Seu debate foi transmitido pela Fox ontem

Liu hospeda 'The Point of Liu Xin' na CGTN, que faz parte da emissora estatal chinesa CCTV.


Liu hospeda 'The Point of Liu Xin' na CGTN, que faz parte da emissora estatal chinesa CCTV.


'Trish, eu tenho que acertar. Eu não sou membro do Partido Comunista da China. Isso está registrado - a senhora Liu reagiu.
Ela disse: 'Eu só estou falando por mim mesmo como Liuxin, uma jornalista que trabalha para a CGTN'.
Ms Regan argumentou "bem, CGTN é uma parte do PCC" antes de adicionar "Ok, eu agradeço". Ela então rapidamente começou a trabalhar e perguntou a Sra. Liu se acreditava que um acordo comercial entre seus países era possível.
Liu, falando de seu estúdio em Pequim, afirmou que um acordo não seria possível a menos que "os Estados Unidos tratem a equipe de negociação [chinesa] com respeito".
"O governo chinês deixou sua posição muito clara", disse Liu.
Ms Regan, em seguida, aumentou as tensões, alegando que a China roubou "centenas de bilhões de dólares em propriedades intelectuais" de empresas americanas.
"Acho que todos podemos concordar que nunca é certo tomar algo que não seja seu ..." ela disse.

 
Última vez editado:

Velho Sábio

Grão-Guru
Entrou
16/10/18
Posts
10.000
Reactions
2.732
Ouvindo música relaxante, bebendo uma xícara de água quente, a âncora da CGTN, Liu Xin, preparou-se para ir ao tão aguardado debate. Liu Xin foi calma e comportada no debate ao vivo com Trish Regan da Fox. Ela mostrou seu profissionalismo e inteligência como uma jornalista experiente ao responder perguntas com fatos reais.
 

Velho Sábio

Grão-Guru
Entrou
16/10/18
Posts
10.000
Reactions
2.732
Apresentadoras chinesa e norte-americana debatem atritos comerciais
Published: 2019-05-30 11:03:56
Comment
Share
A apresentadora do China Global Television Network (CGTN), Liu Xin, e a apresentadora do Fox Business Network dos Estados Unidos, Trish Regan, fizeram hoje (30) um debate televisivo sobre os atritos comerciais entre os dois países.
Apresentadoras chinesa e norte-americana debatem atritos comerciais

No início, Liu Xin agradeceu Trish por oportunizar um diálogo direto que nunca imaginou que iria ter. No entanto, esta frase de 30 segundos foi interrompida pelo menos três vezes pela apresentadora norte-americana.
Trish perguntou a Liu Xin suas opiniões sobre as negociações comerciais sino-norte-americanas. A apresentadora respondeu que não sabia as informações de bastidores, mas ela acha que a posição do governo chinês já é bem clara.
Sobre o desenvolvimento da China, Liu Xin disse que a China deverá crescer e o país quer ser mais forte.
No fim da conversa, Liu Xin convidou Trish para visitar a China.










Guerra das palavras: Trish Regan, apresentadora da FOX, acusa Liu Xin de ser membro do Partido Comunista, enquanto sua rival culpa os EUA pela escalada da guerra comercial em um debate "sem precedentes" na TV

Por TRACY VOCÊ PARA MAILONLINE

341
Ver comentários


Um apresentador da Fox e um âncora do Estado chinês se enfrentaram em um raro debate televisivo sobre a guerra comercial, enquanto Washington e Pequim se chocam em um impasse político.
Trish Regan, que hospeda um programa no horário nobre da Fox Business, enfrentou ontem Liu Xin, um jornalista de língua inglesa da CGTN.
Palavras aquecidas foram trocadas pelos dois noticiosos apresentadores no mesmo dia em que Pequim usou uma mensagem codificada para a guerra para sugerir que deixaria de exportar minerais de terras raras para os EUA - um movimento que aumentou ainda mais as tensões.

Trish Regan, da Fox Business (à esquerda) e Liu Xin, da CGTN (à direita), se enfrentaram em um debate na TV sobre a atual guerra comercial.  Ambas as partes marcaram a sessão ao vivo como sem precedentes



Trish Regan, da Fox Business (à esquerda) e Liu Xin, da CGTN (à direita), se enfrentaram em um debate na TV sobre a atual guerra comercial. Ambas as partes marcaram a sessão ao vivo como "sem precedentes"


Regan, de 46 anos, desafiou Liu, 43, para o debate depois que Liu rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar.

A sra. Liu organiza um programa noturno de opinião, chamado "The Point of Liu Xin", na CGTN, que faz parte da emissora estatal de televisão chinesa CCTV.
Ambas as partes classificaram a sessão ao vivo, produzida pela Fox, como "sem precedentes", já que era incomum que as âncoras chinesas da mídia estatal entrassem em choque com suas contrapartes ocidentais de uma maneira de alto nível.
Antes do show, Liu disse que queria deixar o povo americano ouvir o outro lado da discussão.
Seu debate de 16 minutos de duração começou com tensões elevadas, enquanto Ms Regan acusou seu rival de ser um membro do Partido Comunista da China, e, portanto, suas opiniões podem ser influenciadas pelos principais líderes em Pequim.


A Sra. Regan (foto em 2012) desafiou a Sra. Liu para o debate depois que sua contraparte rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar.  Seu debate foi transmitido pela Fox ontem


A Sra. Regan (foto em 2012) desafiou a Sra. Liu para o debate depois que sua contraparte rejeitou suas opiniões sobre a guerra comercial no ar. Seu debate foi transmitido pela Fox ontem

Liu hospeda 'The Point of Liu Xin' na CGTN, que faz parte da emissora estatal chinesa CCTV.'The Point of Liu Xin' na CGTN, que faz parte da emissora estatal chinesa CCTV.


Liu hospeda 'The Point of Liu Xin' na CGTN, que faz parte da emissora estatal chinesa CCTV.


'Trish, eu tenho que acertar. Eu não sou membro do Partido Comunista da China. Isso está registrado - a senhora Liu reagiu.
Ela disse: 'Eu só estou falando por mim mesmo como Liuxin, uma jornalista que trabalha para a CGTN'.
Ms Regan argumentou "bem, CGTN é uma parte do PCC" antes de adicionar "Ok, eu agradeço". Ela então rapidamente começou a trabalhar e perguntou a Sra. Liu se acreditava que um acordo comercial entre seus países era possível.
Liu, falando de seu estúdio em Pequim, afirmou que um acordo não seria possível a menos que "os Estados Unidos tratem a equipe de negociação [chinesa] com respeito".
"O governo chinês deixou sua posição muito clara", disse Liu.
Ms Regan, em seguida, aumentou as tensões, alegando que a China roubou "centenas de bilhões de dólares em propriedades intelectuais" de empresas americanas.
"Acho que todos podemos concordar que nunca é certo tomar algo que não seja seu ..." ela disse.

Foi um debate duro, com a representante da FOX atacando a âncora chinesa ( entres os ataques teve acusações de pirataria e do vínculo da chinesa com o Partido Comunista ) . 'Argumentum ad hominem' rolou solto, especialmente por parte da americana Trish Regan.
 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
China faz 'diplomacia dos pandas' e empresta dois ursos a Moscou
Xi Jinping e Vladimir Putin foram visitar os animais no zoológico.


TOPO
Por Reuters
06/06/2019 10h20 Atualizado há um dia


China emprestou dois ursos ao zoológico de Moscou — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters

China emprestou dois ursos ao zoológico de Moscou — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters

Diplomacia do panda: China presenteia Rússia com dois ursos pandas
Bom Dia Brasil

Diplomacia do panda: China presenteia Rússia com dois ursos pandas

Diplomacia do panda: China presenteia Rússia com dois ursos pandas

O presidente chinês Xi Jinping emprestou dois ursos panda ao zoológico de Moscou em uma cerimônia com Vladimir Putin na quarta (5), em um gesto que o presidente russo descreveu como um sinal de confiança e respeito entre os dois países.
A "diplomacia dos pandas" é uma característica da maneira como os chineses conduzem relações internacionais: eles dão ou emprestam os ursos para países com quem pretendem se aproximar.
Xi apresentou os pandas (de nomes Ru Yi e Ding Ding) depois de conversas com Putin, que chamou de seu melhor amigo. O chinês faz uma visita de três dias a Moscou.

“Nos últimos seis anos, nós nos encontramos quase 30 vezes. O Putin é meu melhor amigo e um bom colega”, disse Xi, em um comentário publicado pelo site do governo russo.

Um dos ursos que a China emprestou à Rússia — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters

Um dos ursos que a China emprestou à Rússia — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters
Os pandas, que podiam ser vistos mastigando bambu quando Xi e Putin chegaram, vão viver em um ambiente construído para eles. Os chineses emprestaram eles por 15 anos, como parte de um projeto de pesquisa.
Ao lado de Xi, Putin agradeceu pelo empréstimo dos pandas. “Quando falamos sobre pandas, sempre temos um sorriso no rosto. Aceitamos o presente com gratidão e respeito.”

Putin e Xi Jinping observam pandas no zoológico de Moscom — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters

Putin e Xi Jinping observam pandas no zoológico de Moscom — Foto: Alexander Vilf/Kremlin/Reuters
“Esses animais são um símbolo da China, e nós valorizamos esse gesto de amizade.”


 
Última vez editado:

Wild Ram

Grão-Mestre
Entrou
15/1/19
Posts
2.959
Reactions
1.212
Mas já solto uma boa crítica em seguida. A China é famosa por treinar guerrilheiros em solo brasileiro.
Nunca foi encontrado um único armamento chinês nas mãos de guerrilheiros brasileiros, fora que os partidos comunistas brasileiros eram rompidos com os chineses, os comunistas brasileiros eram de linha albanesa. A Guerrilha do Araguaia enfrentou com espingarda cartucheira de caçar passarinho, o exército brasileiro com fuzil FAL automático e mesmo assim repeliram três investidas, o que obrigou as forças armadas a abandonar o uso de tropas regulares de recrutas e convocar forças especiais para enfim desmantelar a guerrilha.
 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
Putin se alia à China no Caso Huawei e anuncia início da “primeira guerra tecnológica”
Na presença do presidente chinês Xi Jinping, o mandatário do Kremlin disse que as tensões geopolíticas são provocadas por “países ocidentais que, apesar de tanto se gabarem de suas tradições liberais, agora pretendem impor uma maior hegemonia".
POR
REDAÇÃO @REVISTAFORUM
-
07/06/2019 16:50
Putin se alia à China no Caso Huawei e anuncia início da “primeira guerra tecnológica”

Xi Jinping e Vladimir Putin, durante o Foro de São Petersburgo (Foto: reprodução do YouTube)

Em discurso realizado nesta sexta-feira (6), durante o 23.º Foro Econômico Internacional de São Petersburgo, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que seu país pretende consolidar uma série de acordos em matéria de desenvolvimento tecnológico com a China, o que significará, entre outras coisas, um maior espaço para as empresas tecnológicas chinesas no mercado russo.
Na presença do presidente chinês Xi Jinping, o mandatário do Kremlin também falou sobre as tensões geopolíticas a respeito do mercado de telecomunicações, provocadas por “países ocidentais que, apesar de tanto se gabarem de suas tradições liberais, agora pretendem impor uma maior hegemonia, não só global, como também universal”.
Putin não ficou apenas nas alusões, e explicou que sua ironia dizia respeito às sanções que os Estados Unidos impuseram a empresa chinesa Huawei. “Não só querem pressionar (a companhia), como pretendem expulsá-la do mercado Global. Em alguns círculos, isso já é considerado o início da primeira guerra tecnológica que virá”, completou o mandatário russo.
Veja também: Em novo ataque do governo, Capes anuncia corte de 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado
Para finalizar, afirmou que as tentativas de “monopolizar a nova onda digital, e de limitar o acesso aos seus frutos, fortalecem a concentração da riqueza nas mãos poucos, e a consequente instabilidade dos Estados, o que eleva o problema da desigualdade mundial a um nível completamente inédito”.
Além de Putin e Jinping, o Foro de São Petersburgo conta também com a participação do Secretário-Geral das Nações Unidas, o português António Guterres, além dos presidentes de países como Bulgária, Armênia e Eslováquia.


Com informações do RT.


 
Entrou
8/11/18
Posts
6.522
Reactions
6.498
Chineses falsificam etiquetas para fugir das tarifas americanas, acusam os vietnamitas

A imprensa estatal vietnamita está denunciando empresas chinesas, supostamente responsáveis por criar um “jetinho” de escapar às taxas de importação norte-americanas.

O governo vietnamita acusa a China de rotular intencionalmente como “Made in Vietnam” as etiquetas de seus produtos, e com isso driblar as tarifas impostas no contexto da guerra comercial entre chineses e americanos.

Os produtos são enviados ao Vietnã e as etiquetas seriam alteradas para exportação ao Estados Unidos, Europa e Japão. O governo do Vietnã pretende aumentar a fiscalização e evitar a continuidade da fraude. O país não possui regulação específica para certificação de produtos fabricados em seu território.

 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
Diretor do Telegram diz que novo ataque a aplicativo pode ter vindo da China
SALVARMundo 13.06.19 16:01
Leia mais sobre este assunto

Newsletter - Política de privacidade


O diretor executivo do Telegram confirmou, ontem, que o aplicativo de mensagens sofreu um ataque cibernético, e indicou que a China seja o país de origem.
O serviço foi atingido por um “poderoso ataque DDoS (negação de serviço)”, originado de sites na internet situados no país asiático, informou Pavel Durov.


O aplicativo explicou que o ataque cibernético coincidiu com protestos em Hong Kong, depois que várias “solicitações fake” surgiram nos servidores da rede social e fizeram a conexão cair.
“Esse caso não foi uma exceção”, disse Durov em tuíte, sem explicar a afirmação.



 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
Huawei anuncia queda nas vendas e redução da produção em US$ 30 bilhões em 2019-20
Vários países, começando pelos EUA, decidiram deixar de utilizar a empresa para suas infraestruturas de telecomunicações, em particular para construir redes de telefonia 5G.
TOPO
Por France Presse
17/06/2019 08h54 Atualizado há 8 horas


Huawei — Foto: Reuters/Aly Song

Huawei — Foto: Reuters/Aly Song

As vendas no exterior de smartphones da Huawei registraram queda de 40% este ano, afetadas pelas sanções comerciais dos Estados Unidos, admitiu nesta segunda-feira (17) o fundador do grupo chinês de telecomunicações, Ren Zhengfei.
A empresa informou ainda que reduzir sua produção em 2019 e 2020 por um valor equivalente a US$ 30 bilhões.
O grupo chinês é acusado pelo governo dos Estados Unidos de espionagem, o que levou Washington a aplicar sanções.
O valor representa uma contração de quase um terço da produção. Em 2018, a Huawei teve um faturamento de mais de US$ 100 bilhões.
"Nos próximos dois anos, a empresa reduzirá sua produção em 30 bilhões de dólares", declarou Ren, 74 anos, em uma entrevista coletiva na sede do grupo em Shenzhen, sul da China.
Ren, um ex-engenheiro do exército chinês, que fundou o grupo de telecomunicações nos anos 1980, comparou a Huawei a um avião avariado que voltará a ganhar impulso a partir de 2021.
"Em 2021, vamos recuperar nossa vitalidade para servir a humanidade", prometeu.
Vários países, começando pelos Estados Unidos, decidiram deixar de utilizar a Huawei para suas infraestruturas de telecomunicações, em particular para construir redes de telefonia 5G.



A medida é um duro revés para a Huawei, número dois mundial na telefonia móvel, que depende dos chips eletrônicos americanos para fabricar seus smartphones.
Google anunciou que deixará de colaborar com a Huawei, grupo ao qual disponibiliza o sistema operacional Android para seus telefones.
Washington está preocupado com o avanço da Huawei nas infraestruturas 5G, a quinta geração da telecomunicação móvel, uma área na qual a empresa chinesa é considerada líder.


 

mfalan

Iluminado
Entrou
8/4/19
Posts
201
Reactions
117
Alta no preço dos alimentos gera descontentamento na China
Com a desaceleração da economia e a guerra comercial deflagrada pelo presidente Donald J. Trump, Pequim agora precisa preocupar-se com a inflação no custo
Alexandra Stevenson e Keith Bradsher, The New York Times
18 de junho de 2019 | 06h00


https://internacional.estadao.com.br/nytiw

 

Velho Sábio

Grão-Guru
Entrou
16/10/18
Posts
10.000
Reactions
2.732
Alta no preço dos alimentos gera descontentamento na China
Com a desaceleração da economia e a guerra comercial deflagrada pelo presidente Donald J. Trump, Pequim agora precisa preocupar-se com a inflação no custo
Alexandra Stevenson e Keith Bradsher, The New York Times
18 de junho de 2019 | 06h00


https://internacional.estadao.com.br/nytiw

Essa matéria é muito sensacionalista. Os alimentos que estão subindo são por conta da guerra comercial, efeitos sazonais, pragas e intempéries. E o principal alimento consumido pelos chineses - ou um dos principais - foi devastado pela febre suína africana: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/04/26/o-assustador-virus-incuravel-que-esta-dizimando-criacoes-de-porco-na-china.ghtml

Numa situação dessa os preços subiriam em qualquer canto do mundo, independente do sistema de governo

Tirando os fatores citados existe deflação: https://exame.abril.com.br/economia/china-precos-ao-produtor-caem-pelo-7o-mes-e-aumentam-temores-de-deflacao/

Passado esses efeitos os preços tendem a se estabilizar, até porque os chineses vem investindo pesado no campo ( muito investimento em infraestrutura e tecnologia ). E obviamente não colherão os resultados agora, isso é investimento para médio e longo prazo.
 
Top Bottom