• Olá Visitante! Seja muito bem vindo(a)!

    O #FórumPOLITZ é uma Comunidade única, sendo a primeira rede social no estilo de Fórum criada para pessoas que tem sede de conhecimento, conteúdo, informação e que adora uma boa discussão. Prezamos pela liberdade de expressão, em uma rede totalmente segura, livre de censuras e perseguições ideológicas.

    Oferecemos recursos exclusivos, em uma plataforma construída no que há de mais moderno no mundo. Para aproveitar tudo isso, é preciso Criar um Perfil. É rápido, fácil e totalmente gratuito. Você pode usar até a sua conta no Twitter para fazer isso.

    Junte-se a nós, venha se informar e compartilhar o seu conhecimento com a comunidade que mais cresce no Brasil. Esperamos que goste :)

Memes de the last of us part 2, porque é melhor rir do que chorar [+ SPOILER]

Coeca Maluca

Grão-Guru
Entrou
15/10/18
Posts
13.042
Reactions
21.695
Uma coisa que passou despercebido pra muita gente foi o Cuckman mudar a etnia do pai do Abby.

No primeiro game, quando você mata ele com o bisturi, a pele dele é escura, e na Wiki oficial falava que o cara era negro, aí no TLOU 2, tanto o Jerry quanto o Abby são brancos.

Reparem quando o Joel mata ele:



Depois dos fãs perceberem isso, deletaram a página na Wiki e colocaram só a página do Jerry do segundo game, que é branco ... o Cuckman se preocupou tanto com a história do primeiro game que nem lembrava da cor da pele do Jerry no primeiro game, sendo que é o cataclismo pro segundo game todo ... :icon-clapclap:
 
Última vez editado:

John Candy

Grão-Mestre
Entrou
1/11/18
Posts
2.360
Reactions
1.798
Uma coisa que passou despercebido pra muita gente foi o Cuckman mudar a etnia do pai do Abby.

No primeiro game, quando você mata ele com o bisturi, a pele dele é escura, e na Wiki oficial falava que o cara era negro, aí no TLOU 2, tanto o Jerry quanto o Abby são brancos.

Reparem quando o Joel mata ele:



Depois dos fãs perceberem isso, deletaram a página na Wiki e colocaram só a página do Jerry do segundo game, que é branco ... o Cuckman se preocupou tanto com a história do primeiro game que nem lembrava da cor da pele do Jerry no primeiro game, sendo que é o cataclismo pro segundo game todo ... :icon-clapclap:
Achei o plot desse jogo muito besta e idiotta, parece coisa de nível de novelas. Até qualquer Uncharted possui história mais interessante e que prende o jogador. A impressão que tive que foi esse escrito as pressas pra encaixar de qualquer forma com a agenda da ND, sei lá.

No resto o jogo é magnífico.
 
Última vez editado:

Coeca Maluca

Grão-Guru
Entrou
15/10/18
Posts
13.042
Reactions
21.695
Achei o plot desse jogo muito besta e idiotta, parece coisa de nível de novelas. Até qualquer Uncharted possui história mais interessante e que prende o jogador. A impressão que tive que foi esse escrito as pressas pra encaixar de qualquer forma com a agenda da ND, sei lá.

No resto o jogo é magnífico.
De um ponto de vista técnico, o jogo é espetacular mesmo.

A impressão que eu fiquei dessa "história" é que o Cuckman pensou primeiro no fim (vingança é ruim, é um ciclo mal, bla bla bla), e depois foi inventando qualquer coisa pra justificar o fim que ele bolou, enquanto ele enchia de lacração.

No fim, ele quis criar a idéia de que a Ellie é uma espécie de vilã e de que o Joel merecia ter morrido pelo que fez durante o apocalipse (principalmente por ter matado o Jerry). Só que ele fez isso ao mesmo tempo que queria que a gente sentisse pena da Abby e entendesse a motivação dela, sendo que ela estava fazendo a mesma coisa que o Joel e a Ellie faziam ... ele fez uma salada insana pra justificar o final dele, não tem como defender a história desse game.
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
A impressão que eu fiquei dessa "história" é que o Cuckman pensou primeiro no fim (vingança é ruim, é um ciclo mal, bla bla bla),
Na moral, não lembro da galera achar essa proposta ruim na época do Phantom Pain.

"All for revenge", a citação do Mark Twain no trailer... era tudo bem legal. Mas de repente pro TLOU2 não pode mais.
 

Grego

Novato
Entrou
1/11/18
Posts
116
Reactions
93
Acho que já sabemos qual vai ser o primeiro tópico a ser banido por completo no reddit ... :icon-lolsuper:

Eu me decepcionei profundamente com o Reddit depois que começou a perseguição ao T_D, que eu acompanhava e participava muito.
Depois que foi banido então, a coisa degringolou de vez, só tópico progressista em tudo que é sub, desde /pics até /aww.

quando mudaram o ícone do app para preto em apoio ao BLM, aí mandei tnc de vez e desinstalei.

foi difícil depois de 10 anos participando ativamente, mas já faz um mês e não sinto mais falta nenhuma.
Não da, morreu, tomaram conta do negócio!
Virou 100% um lugar de propaganda progressista/globalista/qualquermerdista
 

JW_keepwalking

Grão-Mestre
Entrou
16/10/18
Posts
1.379
Reactions
7.762
Na moral, não lembro da galera achar essa proposta ruim na época do Phantom Pain.

"All for revenge", a citação do Mark Twain no trailer... era tudo bem legal. Mas de repente pro TLOU2 não pode mais.

Ele não falou que histórias sobre vingança são ruins, mas que imagina que o Neil pensou primeiro no final do jogo (argumento de que "a vingança é ruim") para depois trabalhar o resto. Então, o que você está falando não tem nada a ver com nada do que ele disse.

E sobre Phantom Pain... Se tem uma coisa que o Kojima não fez foi pensar no final antes de elaborar a história do jogo. :icon-lolsuper:
 
Última vez editado:

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
No fim, ele quis criar a idéia de que a Ellie é uma espécie de vilã e de que o Joel merecia ter morrido pelo que fez durante o apocalipse (principalmente por ter matado o Jerry). Só que ele fez isso ao mesmo tempo que queria que a gente sentisse pena da Abby e entendesse a motivação dela, sendo que ela estava fazendo a mesma coisa que o Joel e a Ellie faziam ... ele fez uma salada insana pra justificar o final dele, não tem como defender a história desse game.
TLOU2 não tem esse maniqueísmo bom/mau. É por isso que ele mostra tanto o lado da Abby, os motivos da vingança dela, o pai dela, sua infância.

Ela perdeu o pai, que passava por um dilema moral grande, assassinado por um contrabandista cruel por egoísmo e que ainda por cima destruiu uma esperança de cura para a infestação.

Qualquer obra mais madura sobre vingança vai mostrar que a pessoa que vinga ou gera mais uma vingança (contra ela) ou sente o vazio após se vingar (como MGSV TPP).

A Ellie desistiu de consumar sua vingança porque viu que isso só destruiu ela, fez horrores pra se vingar, e que mesmo assim não teria o Joel de volta. Ou seja, não iria ganhar nada. Perdeu o amor, perdeu dedos, perdeu a humanidade matando grávidas...
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Ele não falou que histórias sobre vingança são ruins, mas que imagina que o Neil pensou primeiro no final do jogo (argumento de que "a vingança é ruim") para depois trabalhar o resto. Então, o que você está falando não tem nada a ver com nada do que ele disse.
E qual o problema? É um ótimo tema.

E sobre Phantom Pain... Se tem uma coisa que o Kojima não fez foi pensar no final antes de elaborar a história do jogo. :icon-lolsuper:
Até pensou, mas cortaram. :icon-mustache:
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Nem eu nem o Coeca falamos nada contra isso. Também gosto do tema, desde que bem executado (o que não foi o caso de TLOU 2, na minha opinião).

Só apontei que você entendeu errado o que ele disse, só isso.
Poderia ser mais específico no que foi feito errado.
 

JW_keepwalking

Grão-Mestre
Entrou
16/10/18
Posts
1.379
Reactions
7.762
Poderia ser mais específico no que foi feito errado.

Eu estava falando mais sobre o jogo em outros tópicos, então copio abaixo as postagens. De forma geral: a) Conclusão que, se encerrar a franquia, provará que tudo foi em vão ("it can't be for nothing"... Por enquanto foi, infelizmente); b) Subversão de expectativas apenas pelo valor de choque; c) Opção pela história/narrativa mais fácil; d) Descaracterização de personagens; e) Fraco desenvolvimento e utilização de personagens secundários; f) Abuso de plot devices incluindo reduzir alguns personagens a este mero artifício; g) Forçação para gerar emoção e empatia com a Abby; h) Construção exageradamente sombria/dolorida/"quanto pior, melhor" ao ponto de personagens agirem de forma completamente sem sentido e até cômica; g) O plot hole logo após o Seattle Day 3 (pode ser resolvido em uma eventual dlc, tal qual ocorreu para o primeiro jogo).

Os pontos a, b e c são os mais gritantes, enquanto os demais acabam sendo consequências diretas ou indiretas destes 3 primeiros.

Fora da história e do jogo, ainda tenho que destacar que a campanha de marketing claramente mentirosa e a postura da Naughty Dog (especialmente do Neil Druckmann) em relação às críticas também não foram nada positivas.

Falando por mim...

Curti bastante o contexto que eles criaram para construir a sequência (um personagem que sofreu com a decisão do Joel no fim do primeiro jogo). Inclusive, eu também curti bastante o fato de eles terem usado uma pessoa ligada ao cirurgião como ponto de partida da história de vingança (a parte da sala de operação é de longe a mais impactante de toda a última parte do jogo pra mim - eu lembro bem que matei o médico e as enfermeiras sem nenhum arrependimento, pois literalmente entendi o Joel nessa parte e só queria salvar a Ellie).

O conceito foi ótimo, já a execução uma bost@.

O primeiro jogo sempre sofreu críticas de uma pequena parte de gamers a respeito da falta de escolha na sua parte final. Nunca tive esse problema, pois jamais vi o Joel puramente como um vilão (um personagem preto, não cinza) e concordei 100% com o que a ND decidiu para o personagem naquele momento. O segundo jogo acabou tendo a mesma situação, só que em maior escala (tem mais gente hoje reclamando da falta de escolha no final neste do que no primeiro jogo). E, entretanto, também não tenho nenhum problema com a decisão da Ellie no final, pois jamais vi a Ellie e a Abby puramente como vilãs (de novo, elas são construídas para ser cinzentas) e concordo 100% com o que a ND decidiu ali naquele momento.

Mas isso é olhando puramente para a decisão final. No caso do primeiro jogo, tudo o que embasou tal momento até ali é uma obra-prima e o final elevou ainda a história (ao ponto de ser o meu jogo favorito). Já no segundo, a decisão da Ellie é uma das poucas coisas coerentes em toda a história, porém, praticamente tudo o que foi construído antes disso (ao menos os pontos-chaves da história e da narrativa) é uma decepção.

A morte do Joel foi um dos maiores desperdícios que eu já vi em qualquer mídia e representou um caminho fácil para o Neil escrever a história (é mais fácil perdoar do que trabalhar para consertar; é mais fácil focar em personagens novos e uma história mais simples envolvendo aquele universo do que desenvolver ainda mais os personagens estabelecidos e suas complexas relações), o jogo foi construído para subverter expectativas por puro valor de choque (mesmo problema que a 8ª temporada de Game of Thrones - "Dany kinda forgot about the Iron Fleet" / "Joel kinda forgot about being a survivor") e o final do jogo mostrou o quanto essa sequência foi inútil e afetou até mesmo o legado do primeiro jogo (com base em duas cenas neste - a conversa Ellie com o Sam na noite antes dele se transformar e a conversa da Ellie com o Joel no rancho após ela fugir de Jackson).

Vou colocar em spoiler abaixo o que entendo que seria o melhor caminho para esta sequência mantendo a mesma ideia de vingança (o que não é o motivo das minhas críticas ao jogo, isso é só por diversão mesmo):

  • Mesma introdução e salto no tempo de 4 anos
  • Jackson começa a ser atacada sem razão aparente
  • Joel descobre que uma milícia chamada WLF é a responsável pelos ataques e que eles estão procurado por ele por causa do massacre no hospital dos Vagalumes
  • Joel se importa com Ellie, Tommy e todos em Jackson, aceita o fato de ter causado sofrimento para as pessoas do WLF e não quer colocar as pessoas que ele ama no meio dessa bagunça. Então ele decide ir embora de Jackson para fazer a cidade segura de novo
  • Tommy está finalmente reconciliado com o irmão e se opõe a esta ideia, mas Joel vai embora mesmo assim e diz para o Tommy cuidar da Ellie não importa o que aconteça
  • Joel não fala nada para a Ellie
  • Ellie descobre que ele foi embora no dia seguinte e decide ir atrás dele, preocupada com ele e desejando entender o que está acontecendo (especialmente porque ela ainda tem que resolver com o ele o que de fato ocorreu no hospital dos Vagalumes)
  • Tommy decide ir com a Ellie para ajudá-la (protegê-la na verdade)
  • Dina e Jesse poderiam também fazer dessa jornada, tentando ajudar tanto a Ellie quanto o Joel a sobreviver à luta contra o WLF
  • Abby e a o grupo dela descobrem que o Joel não está mais em Jackson e começam a caçá-lo
  • Os Seraphites seriam parte importante da história uma vez que o Joel deliberadamente cruzaria o local deles para tentar fisgar o WLF para uma luta entre os grupos e lhe dar um espaço
  • Abby salva o Lev e a Yara da seita (sem o plot estúpido de sofrimento trans)
  • Ellie e o grupo dela finalmente encontram o Joel e eles discutem o que está ocorrendo. Joel se recusa a falar a verdade
  • No meio da guerra, Tommy fica machucado e precisa voltar para Jackson (ou Dina ou/e Jesse acabam morrendo)
  • Joel continua não falando a verdade, tentando fazer a Ellie ficar brava, o deixar sozinho ali e retornar para Jackson com os demais
  • Ellie obviamente fica put@ com o Joel, mas decide permanecer com ele até o fim
  • Dina discute com a Ellie para que ela não fique lá, porém, em vão e acaba retornando para Jackson com Jesse e Tommy (ou qualquer composição dos que ainda estiverem vivos ali)
  • A história segue e Joel e Ellie eventualmente acabam se separando no meio da luta (todos os flashbacks exceção ao que o Joel conta a verdade poderiam ainda fazer parte do jogo normalmente)
  • Abby consegue capturar a Ellie
  • Joel descobre e vai atrás delas
  • Parte final do jogo seria o confronto entre Joel, Ellie, Abby e Lev
  • Abby está devastada pela perda da maioria (ou todos) dos seus amigos no meio dessa busca por vingança
  • Joel reconhece o que ele fez e pede a Abby para deixar a Ellie ir porque ele é o alvo dela
  • Abby concorda e então explica que o pai dela era o cirurgião
  • Ellie finalmente descobre a verdade e fica desesperada para tentar salvar o Joel, tentando fazer a Abby recuar
  • Abby bate no Joel de forma agressiva e quando ela está pronta para matá-lo, ela finalmente entende por que ele fez o que fez
  • Abby chora e recua de sua vingança para que a Ellie não sofra o mesmo trauma que ela sofreu
  • Abby e Lev vão embora em busca dos Vagalumes remanescentes
  • Joel acaba em condição ruim (sei lá, fica cego de um olho e manco de uma perna, de forma que não possa mais agir como antes e até mesmo tenha dor constante)
  • Joel e Ellie conseguem retornar para Jackson
  • Cena final é entre Joel e Ellie, exatamente a mesma do flashback da varanda (sem o estúpido contexto do tiozinho homofóbico lá)
  • Ellie: "I just... I don't think I can ever forgive you for that. But I would like to try."
  • Joel sorri sutilmente: "I'd like that."
  • Ellie: "Okay. I'll see you around."
  • Ellie sai e Joel fica sozinho na varanda tomando café. Fim

Obs. 1: Mesmo com dor e sem as capacidades de antes, a decisão do Joel no fim do primeiro jogo teria tido significado e o fim da Ellie não seria vivendo o seu maior medo (a franquia poderia ser encerrada ali, sem necessidade de um terceiro jogo). E o mais importante, ele estar vivo para aceitar as consequências de sua decisão (o que a Ellie fizesse após descobrir a verdade) seria um caminho mais justo para a história (matá-lo foi a saída fácil).

Obs. 2: A cena da varanda é a melhor coisa de todo o jogo pra mim (incluindo a piada do café - que apesar dos memes, é divertida e aceitável). Ela poderia muito bem ser usada como um definitivo e satisfatório final para o jogo (ou até mesmo para a franquia). Tudo está ali: Ellie sabe a verdade agora > Ellie a entende > Ellie tentará lidar com isso > Ellie ainda ama o Joel > Joel ama Ellie. Memso tipo de final ambíguo do primeiro jogo, mas com um sólido desenvolvimento do que o fez a obra-prima que foi (o relacionamento entre Joel e Ellie), não a história sem propósito que tivemos no 2.

Obs. 3: As ações do Joel como um cara mais solidário e familiar e menos agressivo teriam sido muito mais claras dessa forma (e não da forma estúpida que a ND fez ao desfigurá-lo na cena da morte).

Obs. 4: Mostrar a jornada de vingança da Abby para no fim fazê-la entender as ações do Joel, avaliar toda a dor que este caminho a trouxe e recusando sua própria vingança para preservar a Ellie do mesmo trauma que ele sofreu faria a personagem muito mais interessante e adorada. Isso também reverteria o tom exageradamente sombrio do jogo. No fim, as discussões sobre o jogo não seriam voltadas ao dilema de "qual personagem é o menos desprezível". Pelo contrário, nós estaríamos discutindo "qual é o melhor personagem do universo" (mesmo sabendo que todos são assassinos e propositalmente construídos como cinzas, não heróis nem vilões).

O caso de The Last of Us 2 vai muito além da lacração. Nenhum outro exclusivo da Sony jamais sofreu esse tipo de bombardeio de notas ruins no Metacritic. Não são só caixistas que estão indo lá dar nota baixa, não só pessoas que estão com os leaks falsos na cabeça que estão indo lá dar nota baixa, não são só pessoas que não jogaram que estão indo lá dar nota baixa. Neil e a ND sabiam desde o começo que o jogo seria divisivo (esse foi o caminho escolhido por eles e eles falavam sobre isso antes do lançamento) e agora eles agem como se as pessoas que questionam o trabalho feito fizessem parte de um único grupo de ódio gratuito, ignorando completamente as críticas que possam merecer.

A pior coisa desse jogo é que ele me faz querer um TLOU Part 3 para ontem. E, dependendo do que fizessem nessa continuação, eu até aceitaria o Part 2 como uma transição (embora com uma história que eu não tenha gostado, que pudesse ser completado de forma digna pelo encerramento da saga da Ellie).

A Ellie termina sozinha e odiada por todo mundo (menos o Joel, se ele estivesse vivo), e isso é EXATAMENTE o maior medo dela (como ela fala para o Sam na noite antes de ele se transformar, durante o Part 1).

Se não tiver um Part 3, vai ficar claro que a história como um todo (Part 1 + Part 2) não serviu para porr@ nenhuma ("it can't be for nothing").


Talvez até seja por isso que o Neil já tenha dado entrevistas falando que pretende fazer um Part 3, posicionamento bem diferente do que ele tinha após o lançamento do primeiro. Vou ter que esperar e torcer para que a ND volte para o trilho e se redima (mas ele vão ter que se superar e muito).
 
Última vez editado:

Coeca Maluca

Grão-Guru
Entrou
15/10/18
Posts
13.042
Reactions
21.695
Na moral, não lembro da galera achar essa proposta ruim na época do Phantom Pain.

"All for revenge", a citação do Mark Twain no trailer... era tudo bem legal. Mas de repente pro TLOU2 não pode mais.
Maior problema do TLOU 2 foi a descaracterização do Joel, deixei isso claro várias vezes ... o Joel é um sobrevivente que tá sempre um passo à frente, e no TLOU 2 só faltou ele mostrar o RG com foto pra Abby pra comprovar quem ele era ... sem contar que a Ellie abre a porta na stealth, está com uma arma na mão, vê o Joel sendo espancado até a morte e não mete bala na Abby?

Uma coisa que me incomoda quando o pessoal passa pano pra Abby (não estou falando que você está fazendo isso, digassi di passagi), uma pessoa que está apenas buscando vingança pela morte de seu pai não sentiria prazer em tirar a vida de uma grávida ... a Ellie matou uma grávida se defendendo, a Abby estava prestes à degolar a Dina, aí a Ellie pede pra ela não o fazer porque a Dina tá grávida, e a resposta da Abby é "Que bom!" ... o Joel e a Ellie nunca sentiram prazer em fazer o que tinha que ser feito pra sobreviver, a Abby sente (só não degolou a Dina porque o Lev pediu), e mesmo assim o Druckman quer que a gente entenda o lado da Abby?

Sobre a vingança no Phantom Pain, lá funcionou porque a história não era simplesmente sobre vingança PESSOAL, no final do jogo fala bem isso, quando citam a criação de Outer Heaven ... o Big Boss criou o MSF como uma medida de segurança por conta do ciclo de vingança entre NAÇÕES, e não por conta de vingança pessoal, essa é que é a sacada do Phantom Pain ... toda a franquia Metal Gear Solid tem como base o testamento da Boss que fala sobre esse ciclo de vingança entre NAÇÕES, o que motiva o Big Boss à criar MSF e, mais pra frente, Outer Heaven ... a "vingança" lá não é algo pessoal e uma simples desculpa pro plot do game, é a base de toda franquia, não dá nem pra comparar com TLOU 2 onde o plot de vingança foi criado simplesmente pra justificar o desenvolvimento de um segundo game, afinal, o primeiro nem falava sobre vingança, o foco era a relação pai/filha entre o Joel e a Ellie evoluindo no decorrer do jogo, e do Joel percebendo que o mundo não estava completamente perdido (como ele e a Tess pensavam) e que tinha mais pra fazer do que apenas sobreviver (no caso do Joel era cuidar da Ellie que trouxe de volta parte da humanidade que ele perdeu sobrevivendo durante todos esses anos).

Mais uma vez, pra deixar claro, não vejo problema em fazer uma história de vingança, contanto que seja bem feita ... no caso do TLOU 2 a minha impressão continua a mesma: a prioridade do Druckman era matar o Joel e empurrar politicagem (e a Abby como futura heroína), e depois foi pensando em como justificar tudo isso, aí foi remendando tudo sem se preocupar em descaracterizar os personagens ... o Druckman tava tão preocupado com continuidade que mudou até a etnia do pai da Abby sem explicação alguma, o cara era negro no primeiro e misteriosamente virou branco no segundo, que pora é essa? :icon-lol:

Enfim, não queria postar wall nesse tópico porque não foi criado pra isso ... conversar sobre o game, tem um tópico próprio pra isso, aqui a gente só tava postando as zoeiras e peço desculpas aos usuários pelo wall.
 
Última vez editado:

Dedérius

"Player & Gamer."
Premium
Entrou
15/10/18
Posts
3.416
Reactions
1.616
Maior problema do TLOU 2 foi a descaracterização do Joel, deixei isso claro várias vezes ... o Joel é um sobrevivente que tá sempre um passo à frente, e no TLOU 2 só faltou ele mostrar o RG com foto pra Abby pra comprovar quem ele era ... sem contar que a Ellie abre a porta na stealth, está com uma arma na mão, vê o Joel sendo espancado até a morte e não mete bala na Abby?
Porque ai subiria os creditos com meia -hora de game

o cara era negro no primeiro e misteriosamente virou branco no segundo, que pora é essa? :icon-lol:
Fez o mesmo tratamento do Michael Jackson
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
JW_keepwalking @JW_keepwalking eu simplesmente não consigo concordar. Joel morrer é totalmente compatível com a história, e também é genial por apelar ao sentimento de revolta do próprio jogador.

O background com a Abby e o pai dela também achei bom. Orra, imagine seu pai trabalhando para uma cura para a humanidade, sofrendo os dilemas, mas aparece um contrabandista assassino e mata ele por egoísmo.

Deixar o Joel vivo seria sim um caminho fácil. Manter o personagem famoso vivo e ficar inventando história com ele até ele morrer de velho. Isso sim é comodismo. Eu só consigo interpretar as reclamações como "meu personagem favorito não pode morrer".

Isso de "tudo foi em vão" quer dizer o que? Porque o Joel já caggou na chance de uma vacina (que, diga-se de passagem, mal teria capacidade de ser produzida em massa e de ser transportada resfriada por aí). Tudo se resume às relações pessoais e como as pessoas reagem, a verdadeira graça de toda e qualquer história de zumbi/apocalipse. E quem jogou tudo fora foi a Ellie, trocou tudo por uma vingança.

Enfim, se até o 1 que costuma ser "idolatrado" já tem gente que reclama do fim, sinto que daqui pra frente a nossa conversa vai cair no subjetivo e não ir a lugar nenhum.
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Maior problema do TLOU 2 foi a descaracterização do Joel, deixei isso claro várias vezes ... o Joel é um sobrevivente que tá sempre um passo à frente, e no TLOU 2 só faltou ele mostrar o RG com foto pra Abby pra comprovar quem ele era ... sem contar que a Ellie abre a porta na stealth, está com uma arma na mão, vê o Joel sendo espancado até a morte e não mete bala na Abby?
Você tá vendo as coisas de uma maneira muito mecânica.

Joel tava cercado de infectados, ajudou uma pessoa que não estava "fingindo" como o bandido do 1.

Quem se identificou para a Abby foi o Tommy.

Ellie ficou chocada com a cena e foi interrompida por alguém que ela nem sabia que estava lá.
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Uma coisa que me incomoda quando o pessoal passa pano pra Abby (não estou falando que você está fazendo isso, digassi di passagi), uma pessoa que está apenas buscando vingança pela morte de seu pai não sentiria prazer em tirar a vida de uma grávida ... a Ellie matou uma grávida se defendendo, a Abby estava prestes à degolar a Dina, aí a Ellie pede pra ela não o fazer porque a Dina tá grávida, e a resposta da Abby é "Que bom!" ... o Joel e a Ellie nunca sentiram prazer em fazer o que tinha que ser feito pra sobreviver, a Abby sente (só não degolou a Dina porque o Lev pediu), e mesmo assim o Druckman quer que a gente entenda o lado da Abby?
A Ellie matou a grávida porque ela foi buscar vingança. Ela se meteu naquela situação por estar atrás de vingança. Ela que criou aquele contexto.

A Abby sim estava se defendendo de duas pessoas querendo matar ela, que estavam buscando por ela. Ela já havia se vingado do Joel e estava de boa. Até deixou de matar a Ellie sem necessidade.
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Sobre a vingança no Phantom Pain, lá funcionou porque a história não era simplesmente sobre vingança PESSOAL, no final do jogo fala bem isso, quando citam a criação de Outer Heaven ... o Big Boss criou o MSF como uma medida de segurança por conta do ciclo de vingança entre NAÇÕES, e não por conta de vingança pessoal, essa é que é a sacada do Phantom Pain ... toda a franquia Metal Gear Solid tem como base o testamento da Boss que fala sobre esse ciclo de vingança entre NAÇÕES, o que motiva o Big Boss à criar MSF e, mais pra frente, Outer Heaven ... a "vingança" lá não é algo pessoal e uma simples desculpa pro plot do game, é a base de toda franquia, não dá nem pra comparar com TLOU 2 onde o plot de vingança foi criado simplesmente pra justificar o desenvolvimento de um segundo game, afinal, o primeiro nem falava sobre vingança, o foco era a relação pai/filha entre o Joel e a Ellie evoluindo no decorrer do jogo, e do Joel percebendo que o mundo não estava completamente perdido (como ele e a Tess pensavam) e que tinha mais pra fazer do que apenas sobreviver (no caso do Joel era cuidar da Ellie que trouxe de volta parte da humanidade que ele perdeu sobrevivendo durante todos esses anos).
A abordagem dada ao Kaz é mais pessoal e mostrando o vazio e a auto destruição provocadas pela vingança.

Outer Heaven era pra ser mais um lugar para soldados lutarem pela ideologia do que por interesse de governos. "Vingança entre nações" tá mais para "interesses políticos".

Um jogo não precisa ter (e é bom nem ter) o mesmo tema do anterior. Mas o 2 é totalmente conectado com o 1. A grande graça do final do 1 é mostrar um cara fazendo uma merdda grande ao tomar uma atitude egoísta. No 2 ele paga por isso com a Ellie, a relação estremecida por ele ter mentido pra ela, e com a Abby (e o mundo) por ter matado um cara que tentava salva o mundo.
 

Antonio Neto

Experiente
Entrou
2/4/20
Posts
402
Reactions
312
Mais uma vez, pra deixar claro, não vejo problema em fazer uma história de vingança, contanto que seja bem feita ... no caso do TLOU 2 a minha impressão continua a mesma: a prioridade do Druckman era matar o Joel e empurrar politicagem (e a Abby como futura heroína), e depois foi pensando em como justificar tudo isso, aí foi remendando tudo sem se preocupar em descaracterizar os personagens ... o Druckman tava tão preocupado com continuidade que mudou até a etnia do pai da Abby sem explicação alguma, o cara era negro no primeiro e misteriosamente virou branco no segundo, que pora é essa? :icon-lol:
O lance da etnia do médico não deveria ser um problema pra ninguém. Retcon é algo recorrente e útil em obras de entretenimento. E esse tipo de reclamação costuma ser um mimimi mais associado aos progressistas do que com quem tem levantado essa lebre. Ou seja, se fosse negro estariam forçando protagonismo negro, se mudasse pra branco seria falta de atenção ao próprio jogo - nada agradaria aos reclamões.
 

Crie Uma Conta Ou Faça o Login Para Postar Aqui

Você precisa ter um Perfil para comentar ou criar Tópicos

Criar um Perfil

Crie um Perfil para participar! É fácil, rápido e totalmente gratuito.

Fazer Login

Se você já possuí uma conta, faça o login aqui.

Top Bottom